Vettel oferece o Campeonato numa bandeja a Hamilton

Vettel oferece o Campeonato numa bandeja a Hamilton

Carrocel, Formula 1

Vettel oferece o Campeonato numa bandeja a Hamilton

Largada caótica em Singapura tira Vettel e Verstappen da prova na 1ª volta…

Lewis Hamilton, tricampeão mundial ao vencer em 2008, 2014 e 2015, que detinha três pontos de vantagem sobre Vettel, somou hoje o sétimo triunfo da época numa corrida atribulada, em 02:03.23,543 horas, à frente do finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro de equipa, e do australiano Daniel Ricciardo da Red Bull, segundo e terceiro classificados, respectivamente.

A meteorologia já tinha antecipado que este seria um Grande Prémio debaixo de chuva, mas não foi o piso molhado o responsável pela caótica largada deste Grande Prémio de Singapura. Numa infeliz tentativa de ultrapassagem, Kimi Raikkonen e Max Verstappen ocasionariam uma série de acidentes.

Logo após a largada, Raikkonen, que tinha saído da segunda linha da grelha, preparou-se para ultrapassar Verstappen que, ao perceber a intenção do piloto finlandês, levou o seu monolugar ligeiramente para a esquerda, ocasionando o choque. Pior ainda porque o choque entre Raikkonen e Verstappen prejudicaria o então líder da prova, Sebastian Vettel, que acabou atingido e viu o “nariz” do seu carro danificado.

Depois do acidente, Raikkonen reclamou de Verstappen pelo rádio. “Estou bem! Isto é ridículo!!!”.

A enfrentar claras dificuldades em consequência do danos sofridos no seu Ferrari, Vettel acabaria por perder o controle poucos metros adiante. O desolado piloto alemão ainda tentou levar o carro até à boxe mas, sem sucesso, teve que abandonar a prova. Pelo rádio, Vettel pedia desculpa à equipa “Grandes danos, páre o carro. Páre o carro!”, instruiu o engenheiro. “Tem a certeza?” ainda questionou Vettel. “Sim, páre o carro agora”, foi a resposta que obteve. “Desculpem rapazes! Desculpem!”, foi como terminou a comunicação.

O acidente ainda faria outra “vitima” ao prejudicar a corrida de Fernando Alonso. O asturiano estava na terceira posição quando foi atingido na confusão instalada. O piloto da McLaren permaneceria em prova por algumas voltas, mas foi também forçado a abandonar.

No final da corrida Hamilton rubricava a sua terceira vitória consecutiva e causava um golpe tremendo no Mundial! O britânico deixou, assim, Vettel a 28 pontos de distancia depois do drama vivido pela Ferrari na partida desta ronda. Ricciardo e Bottas ocuparam os seus respectivos lugares no pódio e Sainz completou a corrida “da sua vida” para acabar em quarto, a sua melhor classificação de sempre na F1. Peréz, Palmer, Vandoorne, Stroll, Grosjean e Ocon repartiram entre si os restantes pontos. Alonso, foi um dos oito abandonos a que assistimos hoje.

Não rezei por um milagre – Nem sequer rezei por algo em particular – mas quando começou a chover pensei, é isto: Eu vou conseguir ganhar à chuva” comentou no final o piloto da Mercedes.

A Fórmula 1 volta daqui a duas semanas, em Sepang, com o GP da Malásia.