Sharapova investigada na Índia por possível fraude imobiliária

Sharapova investigada na Índia por possível fraude imobiliária

Carrocel, Ténis

Sharapova investigada na Índia por possível fraude imobiliária

A vida continua a não correr bem a Maria Sharapova!

A reconhecida tenista esteve inibida de participar em competições oficiais durante 15 meses e alegadamente por uso de substância proibida. Não se deu por vencida e, apesar de alguns dos principais patrocinadores lhe virarem as costas, não foi isso que a impediu de aumentar a sua participação em eventos de moda, de expandir a sua marca de doces e, também, de regressar aos estudos.

Passado esse período e, ainda que envolta em alguma polémica, nomeadamente na sua participação no Masters de Paris, ela voltou determinada, recuperou o ritmo e ganhou o primeiro torneio, depois deste regresso, em Tianjin.

E tudo parecia bem encaminhado até que… Chegaram mais problemas e, desta vez, da Índia.

Maria Sharapova foi denunciada, na Índia, por um particular que afirma ter investido num projecto imobiliário fraudulento do qual a atleta era a imagem publicitária.

Um tribunal de Deli ordenou que a polícia abrisse uma investigação depois de Bhawana Agarwal processar a Homestead por, alegadamente, não ter uma licença para construir um complexo residencial de luxo chamado “Ace by Sharapova”, declarou o advogado da tenista, Piyush Singh.

O queixoso alega que pagou cerca de 70 mil euros para reservar um apartamento num projecto habitacional do qual a tenista era a imagem. Sharapova “deveria ter-se assegurado da legalidade do projecto que estava a promover, de acordo com o que a lei diz“, explicou Singh, justificando a inclusão da atleta no processo.

Não é a primeira vez que na Índia uma figura pública se vê envolvida numa acção contra um produto ou serviço que promovem publicitariamente.