Selecção Nacional luta pela qualificação na República Checa

Selecção Nacional luta pela qualificação na República Checa

Carrocel, Estrada

Selecção Nacional luta pela qualificação na República Checa

A Equipa Portugal compete, entre 1 e 4 de Junho, na Corrida da Paz, prova da Taça das Nações de SUb-23 que se disputa na República Checa e que poderá garantir a qualificação para o Campeonato do Mundo.

A Selecção Nacional será composta por seis corredores, que têm a missão de pontuar, forma de assegurar, no imediato, a presença nas provas de sub-23 do Campeonato do Mundo de Estrada, que se disputa, em Setembro, na Noruega.

O seleccionador nacional, José Poeira, convocou seis corredores para o compromisso desta semana: David Ribeiro (Liberty Seguros/Carglass), Gonçalo Carvalho (Miranda/Mortágua), Ivo Oliveira (Axeon Hagens Berman), João Almeida (Unieuro Trevigiani-Hemus 1896), Jorge Magalhães (Miranda/Mortágua) e Tiago Antunes (Sicasal/Constantinos/Delta Cafés).

Esta é a última corrida antes do Campeonato da Europa na qual podemos pontuar para garantir a presença no Mundial. Para isso, temos de conseguir um lugar no pódio numa das etapas ou colocar um corredor nos 20 primeiros da geral final. Vamos motivados para este objectivo, sabendo que o percurso é duro, o que favorece as características dos nossos corredores, mas que teremos uma forte oposição, por parte dos melhores sub-23 mundiais”, afirma José Poeira.

A Corrida da Paz terá um prólogo e três etapas em linha, totalizando 446 quilómetros, grande parte dos quais em terreno montanhoso. A mais plana das jornadas é a primeira, o prólogo de 2 quilómetros a disputar em Krnov.

As dificuldades começam logo na primeira etapa em linha, 133 quilómetros entre Jeseník e Rýmařov. As subidas mais duras estão colocadas na primeira metade da tirada, mas toda a viagem é marcada pelo terreno ondulado.

A segunda etapa é a mais exigente da competição. Os 151 quilómetros, que começam em Krnov, terminam em Dlouhé stráně, numa chegada em alto, que é a segunda das duas longas subidas dos últimos 30 quilómetros. A terceira e última etapa é a mais longa e a montanha volta a estar presente ao longo dos 160 quilómetros com início e final em Jeseník. A tirada encerra com uma exigente subida de 2,5 quilómetros, quinto prémio da montanha do dia.

Equipa Portugal nas Beiras e Serra da Estrela
Em paralelo com a participação na prova checa da Taça das Nações, a Equipa Portugal vai apresentar-se, entre 2 e 4 de Junho, no Grande Prémio Beiras e Serra da Estrela, no Centro do país. Será uma equipa jovem, maioritariamente composta por corredores sub-23.

Os convocados são Francisco Campos e Hugo Nunes (Miranda/Mortágua), João Fernandes (Maia), Júlio Gonçalves (Moreira Congelados/Feira/Bicicletas Andrade), Marcelo Salvador e Marvin Scheulen (Sicasal/Constantinos/Delta Cafés).

A presença da Selecção dá a oportunidade a corredores das equipas de clube de competirem num evento de categoria 2.1, ao qual as formações que representam não têm acesso. “Temos uma Selecção muito jovem, que vai participar numa prova cujo terreno é duro e onde vai encontrar adversários muito mais experientes. Tentaremos estar o mais por dentro da corrida possível”, salienta José Marques, que irá comandar a Equipa Portugal nesta competição.