Paço dos Negros coroa campeão de Supercross

Paço dos Negros coroa campeão de Supercross

Carrocel, Supercross

Paço dos Negros coroa campeão de Supercross

 

No fecho de mais uma época de campeonato nacional de Supercross e em noite de regresso ao Ribatejo e a Paço dos Negros – que recebeu pela nona vez uma prova da especialidade – Paulo Alberto conquistou os títulos nacionais nas classes Elite e SX1, com Diogo Graça a não necessitar de vencer para assegurar o primeiro lugar em SX2 à semelhança do que tinha feito no nacional de MX na classe MX2.

Em noite de todas as decisões foram muitos os que se deslocaram até à pista de Paço dos Negros numa clara demonstração do carinho e paixão que a modalidade continua a ter entre as gentes ribatejanas. Em perspectiva estava igualmente uma luta intensa entre Hugo Basaúla, campeão em título e líder do campeonato, e Paulo Alberto, este a aproveitar a paragem nos campeonatos brasileiros para cumprir na integra o nacional de Supercross neste ano de 2016.

Hugo Basaúla foi quem melhor começou a noite ao ser mais uma vez o mais rápido nas Red Bull Flying Lap’s, mas em ambas as finais a sorte nada quis com o campeão nacional e por duas vezes foi forçado a abandonar com problemas na sua moto. Basaúla desesperava ao ver o título fugir-lhe entre os dedos primeiro nas voltas iniciais da primeira final da noite, quando lutava pela vitória e depois a meio da derradeira corrida do ano quando lutava precisamente com Paulo Alberto pelo primeiro posto final.

Este acabou por vencer ambas as corridas da noite e assim o campeonato, retirando a primeira posição a Joaquim Rodrigues nas derradeiras duas voltas naquela que foi a primeira final em Paço dos Negros, liderando depois durante metade da segunda final a caminho do título absoluto e de SX1, um título que marca igualmente o regresso de uma moto com motor a dois-tempos ao degrau mais alto do pódio do Supercross 14 anos depois de Paulo Gonçalves ter sido último a ser campeão nacional com uma moto equipada com esse tipo de motorização.

Sandro Peixe fechou a noite na segunda posição global para concluir o campeonato em terceiro, com Joel Costas a conseguir a sua primeira vitória do ano em SX2 mas sem destronar Diogo Graça do título de campeão na classe, numa noite onde Hugo Santos regressou aos pódios ao ser o terceiro na SX1, ele que é um dos pilotos com melhor palmarés no MX e SX nacionais.

Com o seu campeonato já concluído desde a prova anterior os Infantis estiveram igualmente em Paço dos Negros, com vitórias de Sandro Lobo na classe Open e Infantis B e Martim Maria em Infantis A.

 

Classificações

SX2
1º Joel Costas – Suzuki com 50 pontos
2º Diogo Graça – Husqvarna 42
3º Pedro Carvalho – Yamaha 42
4º André Sérgio – Yamaha 34
5º Diogo Pereira – Suzuki 34

Campeonato
1º Diogo Graça com 166 pontos; 2º Joel Costas, 160; 3º André Sérgio, 130; 4º Diogo Pereira, 115; 5º João Oliveira, 99

SX1
1º Paulo Alberto – Honda com 50 pontos
2º Sandro Peixe – Honda 42
3º Hugo Santos – Husqvarna 38
4º Nelson Silva – Suzuki 33
5º Carlos Alberto – Honda 32

Campeonato
1º Paulo Alberto com 162 pontos; 2º Hugo Basaúla, 148; 3º Sandro Peixe, 140; 4º Joaquim Rodrigues, 136; 5º Hugo Santos, 121

Elite
1º Paulo Alberto – Honda com 50 pontos
2º Sandro Peixe – Honda com 42
3º Joel Costas – Suzuki com 38
4º Diogo Graça – Husqvarna com 33
5º Pedro Carvalho – Yamaha com 32

Campeonato
1º Paulo Alberto com 162 pontos; 2º Hugo Basaúla, 140; 3º Sandro Peixe, 140; 4º Joaquim Rodrigues, 127; 5º Diogo Graça, 115