O 100º GP de Miguel Oliveira

O 100º GP de Miguel Oliveira

Carrocel, Destaque, Noticias, Velocidade

O 100º GP de Miguel Oliveira

Marco histórico na Catalunha

Miguel Oliveira atingirá este fim-de-semana mais um marco na história de Portugal e dos pilotos lusos no campeonato do mundo de velocidade. O piloto da Red Bull KTM Ajo na classe Moto2 irá participar na sua 100ª corrida no GP da Catalunha, o próximo no calendário 2017. Depois de se tornar no piloto português com mais corridas realizadas e se tornar no primeiro a conquistar tanto um pódio como uma vitória, Oliveira continua a fazer história no seu país. Tem agora um total de seis vitórias e nove pódios nas 99 corridas que realizou até ao momento.

Desde a sua estreia em 2011 até ao momento Miguel Oliveira competiu em três classes no campeonato: 125cc, Moto3 e Moto2. Foi um ano depois da sua estreia, já em Moto3, que conseguiu o seu primeiro pódio – por coincidência no mesmo Circuito Barcelona-Catalunha ao qual regressa este fim-de-semana, pódio esse que reeditou no final da época ao ser segundo na Austrália depois de ter colocado forte pressão sobre Sandro Cortese, que caminhava para o primeiro título na classe.

Ao longo das seis épocas anteriores – está a cumprir a sétima – Miguel Oliveira marcou a história do motociclismo português ao conseguir a sua primeira ‘pole’ em 2013 aos comandos da Mahindra, no que foi também uma estreia para os indianos, conseguindo depois na Malásia o primeiro pódio para a marca que defendeu durante dois anos. No ano seguinte voltou a mostrar que o circuito de Assen é um dos seus favoritos e foi terceiro com a Mahindra, naquele que foi o único pódio da época.

Teve que esperar por 2015 para conseguir a sua primeira vitória, no dia 31 de Maio no Autódromo de Mugello e com as cores da Red Bull KTM Ajo. Esse foi o seu melhor ano até ao momento, no fim do qual terminou o campeonato na segunda posição depois de conquistar seis vitórias e três segundos lugares.

Este ano, no seu regresso à estrutura finlandesa, Oliveira reclamou a sua primeira ‘pole’ e o seu primeiro pódio em Moto2 aos ser segundo na Argentina, repetindo em Espanha a presença no pódio ao ser terceiro classificado.

De referir igualmente que no decorrer das 99 corridas que já realizou partiu por 17 vezes da primeira linha da grelha de partida, três delas na ‘pole-position’ (Argentina 2015 e 2017 e Holanda 2013), seis vezes na segunda posição e as restantes oito na terceira posição, sendo que apenas em 2014 e 2016 não conseguiu pelo menos por uma vez uma primeira linha ao longo do campeonato. Nas estatísticas de carreira figuram ainda até ao momento sete voltas mais rápidas, seis delas em Moto3 e uma em Moto2.

É uma honra poder atingir a marca dos 100 Grandes Prémios. É uma recompensa para mim e para a minha família porque trabalhámos muito para chegar tão longe. Se tivesse que destacar uma das 99 corridas que fiz até hoje seria Sepang em 2015 quando venci em Moto3 com a Red Bull KTM Ajo e deixei o título aberto até à corrida final. Por outro lado a pior memória é o GP de Aragón no ano passado quando parti a clavícula.”

Longe de estar terminada a carreira do piloto de 22 anos tem ainda ‘buracos’ que Miguel Oliveira espera poder um dia preencher e corrigir.

Olhando para trás existem ainda lacunas por preencher porque nunca consegui um bom resultado quando competi no Estoril, mas espero que no futuro o MotoGP possa regressar a Portugal – seja no Estoril ou em Portimão – e possa resolver esse assunto. Espero poder continuar a adicionar muitos mais GP’s no meu palmarés e um dia poder correr em MotoGP.”

99 Corridas:

Vitórias: 6
2º Lugar: 5
3º Lugar: 4
Pódios: 15
Poles: 3
Voltas mais rápidas: 7
Pontos Moto3: 672
Pontos Moto2: 106
Total: 778
Primeira Pole Moto3: Holanda 2013
Primeira Pole Moto2: Argentina 2017
Primeiro Pódio Moto2: Catalunha 2012
Primeiro Pódio Moto2: Argentina 2017
Primeira VMR Moto3: Itália 2013
Primeira VMR Moto2: Argentina 2017
Primeiro GP 125: Qatar 2011
Primeiro GP Moto3: Qatar 2012
Primeiro GP Moto2: Qatar 2016