Marc Coma deixa de ser o Director Desportivo do Dakar

Marc Coma deixa de ser o Director Desportivo do Dakar

Carrocel, Dakar

Marc Coma deixa de ser o Director Desportivo do Dakar

Depois de uma prova por muitos considerada como espectacular e de ganhar o aplauso dos participantes, o catalão anuncia ir dedicar-se aos “seus projectos”.

Três anos depois, Marc Coma abandona o cargo de Director Desportivo do Dakar. O facto foi já confirmado pela ASO através de um comunicado e a sua saída acontece menos de três semanas após o final de uma edição do rallye que fez história pela sua dureza, pela totalidade do seu traçado e pela competitividade que manteve até ao último quilómetro. “Depois de participar como concorrente e ganhar cinco vezes, foi maravilhoso poder descobrir a outra face do Dakar e contactar com diversos especialistas muito profissionais na organização do evento“, comentou Marc no anúncio da ASO.

Quando se retirou das duas rodas passou directamente a organizar a área desportiva deste rallye, mas o seu contrato terminava agora e não houve manifestamente nem renovação, nem vontade de continuar. Situação esta algo surpreendente depois do espectacular e multifacetado Dakar 2018 com dunas e areia no Perú, lama e chuva na Bolívia e extrema dureza na Argentina. A grande maioria dos participantes aplaudiu a exigência das etapas e esta edição foi até classificada como a mais dura das realizadas na América do Sul. “A ASO deseja-lhe o maior sucesso nos seus projectos futuros” e Marc afirma ir dedicar-se “exclusivamente aos seus projectos pessoais” os quais, por agora, não se sabe se estarão, ou não, relacionados com o Dakar.

Photo: EITAN ABRAMOVICH