Lucas Chianca vence Nazaré Challenge

Lucas Chianca vence Nazaré Challenge

Carrocel, Surf

Lucas Chianca vence Nazaré Challenge

O surfista brasileiro Lucas Chianca venceu hoje, na Nazaré, a terceira etapa do circuito mundial de ondas gigantes da World Surf League (WSL), após a qual o havaiano Billy Kemper subiu à liderança do campeonato.

Lucas Chianca, que pela primeira vez foi apurado para final da competição que junta os melhores surfistas de ondas grandes de todo o mundo, sagrou-se hoje vencedor, na Nazaré, com 19,89 pontos.

É uma vitória muito importante para mim, porque este lugar (a Nazaré) é tão especial que me protege aqui e em Saquarema (onde foi vice, no Rio de Janeiro)“, disse o atleta à Lusa no final da competição.

Depois de no sábado se ter apurado para a semifinal num dia de “muito vento e ondas maiores”, em que a competição teve que ser suspensa, Lucas Chianca afirmou hoje estar “muito feliz por tudo ter dado certo“.

Deu Brasil nessa vitória“, sublinhou, admitindo a expectativa de, no próximo ano, conseguir “vencer o Tour”.

Com o triunfo de hoje, Chianca subiu ao quinto lugar do ‘ranking’ mundial, que passou a ser liderado por Billy Kemper, que ‘destronou’ o compatriota Kai Lenny, agora segundo.

A par com Lucas Chianca subiram hoje ao pódio, na Nazaré, Kemper, com 13,93 pontos, e o basco Natxo Gonzalez, com 13,83 pontos.

Na etapa da Praia do Norte a final foi ainda disputada por Lenny, que desta feita não foi além do quarto lugar, com 13,23 pontos.

Em quinto lugar classificou-se Grant Baker (campeão em 2016), 11,04 pontos.

No último lugar da final ficou o havaiano Nathan Florence, com 10,89 pontos.

A terceira etapa da temporada do circuito mundial de ondas gigantes da World Surf League (WSL), ocorreu pela segunda vez na Nazaré, depois de a primeira competição ter sido disputada na Praia do Norte a 20 de dezembro de 2016.

O evento do circuito mundial de ondas grandes exige ondas de tamanho entre os 6 e 12 metros, condições que a organização esperava que estivessem garantidas no sábado.

O vento forte, que tornava perigosas as manobras dos atletas, obrigou à suspensão da prova que foi concluída hoje.

Texto: LUSA
Photo: World Surf League