Implementadas novas medidas que facilitam circulação de veículos de competição... em Espanha!

Implementadas novas medidas que facilitam circulação de veículos de competição… em Espanha!

Carrocel, Rallis, TT

Implementadas novas medidas que facilitam circulação de veículos de competição…

em Espanha!

Manuel Aviñó, presidente da Real Federação Espanhola de Automobilismo e Gregorio Serrano, o mais alto representante da Direcção Geral de Tráfego espanhola, aprovaram um conjunto de normas (Instrução 17 / TV-100) muito favorável para a circulação de veículos de competição em Espanha, obviamente!

A escalada de restrições à circulação com veículos de competição tornou-se, claramente, exagerada, o que tornava a necessidade de deslocação de um carro de competição numa verdadeira odisseia. No mínimo era necessário que se tivesse um reboque e um carro com legalização para rebocar.

Alterar estas circunstâncias tornou-se num objectivo prioritário para a Federação Espanhola, que pela pessoa do seu próprio presidente, D. Manuel Aviñó, encetou conversações com o Director Geral de Tráfego, D. Gregorio Serrano, até que conseguissem chegar a acordo.

Ficou então estabelecido que durante dois dias antes da do dia de inicio da competição e até dois dias após o seu término, os veículos de competição que tenham a sua documentação em ordem, nomeadamente licenças desportivas e cartas de condução, poderão deslocar-se a rolar pelas estradas.

Relativamente a veículos com matrícula estrangeira, será possível acreditar o status desses veículos, como veículos de competição, em todo o território nacional espanhol, para além de transferir essa acreditação para o organizador da prova, para que possa estar disponível e poder ser objecto de consulta a pedido dos agentes encarregados da fiscalização e controle de tráfego.

Deste enorme avanço em prol do desporto, os principais beneficiados serão as equipas privadas que ficam, assim, isentas dos enormes custos causados pelo transporte por reboque, carro com licença de reboque, e, nalguns casos, do aluguer de uma grua.

De referir também que será concedida autorização, durante as provas, da afixação de placas de matrículas temporárias, como identificação de veículos ainda em processo de registo.

O perfeito, perfeito, seria poder regressar ao tempo em que com a documentação e a licença desportiva em dia se podia rodar em qualquer dia do ano, o que permitia a realização de treinos, a presença em eventos ou até uma simples viagem de promoção dos patrocinadores de forma legal.

Mas nuestros hermanos estão, a nosso ver, no bom caminho! Para quando em Portugal?