CASCAIS supera recorde mundial de inscritos

CASCAIS supera recorde mundial de inscritos

Carrocel, Triatlo

CASCAIS supera recorde mundial de inscritos

em provas de estreia da marca IRONMAN

“Esperamos esgotar com os inscritos da everis CorporateDivision.”

Jorge Pereira, director da empresa organizadora 3 Iron Sports

Aproximando-se das 2000 inscrições, o Ironman 70.3 Portugal – Cascais acaba de “bater” o recorde do mundo de inscritos em provas de estreia da marca Ironman. A competição que se realiza em Portugal a 3 de Setembro ultrapassou os 1894 inscritos conseguidos, em 2014, pelo Ironman 70.3 Galway, na Irlanda.

De visita a Cascais a convite da empresa organizadora 3 Iron Sports, o Managing Director do Ironman, Agustí Pérez, lê estes números como um bom presságio para o êxito do evento. “Esta organização demonstra muita vontade de fazer e dar o melhor, sobretudo para mostrar a identidade de Portugal e de Cascais”. O responsável não esquece que “não há melhor exemplo do bom trabalho que está a ser feito pela organização do que o interesse demonstrado por tantos atletas. Todo o investimento em tempo e dinheiro necessários à organização de uma prova de magnitude mundial está a ter excelentes resultados.”

Também Erwin Dokter Torres, Regional Director South Europe and Middle East do Ironman, acredita no sucesso da primeira edição da prova portuguesa.“É uma situação de win-win porque toda a gente sai beneficiada. Há excelentes hotéis, as pessoas dão todo o apoio necessário, há uma relação próxima com todas as entidades envolvidas. São todos muito prestáveis o que representa uma energia positiva para o evento”, esclarece Torres satisfeito com o que está a ver em Cascais. “Em todas as áreas da competência da organização, temos aqui o exemplo perfeito!”

Para Jorge Pereira, director da empresa organizadora 3 Iron Sports, “este é o sinal de que estamos a prestar um grande serviço ao triatlo em Portugal, estamos orgulhosos de ter superado este recorde mundial” e acrescenta logo de seguida: “Temos condições de excelência para o turismo desportivo em Cascais, não só para a prova, como para treinar todo o ano. Claro que o crescimento da modalidade no mundo tem influência neste resultado mas nós confiamos ter divulgado bem a imagem de Portugal, daquilo que temos para oferecer aos atletas e da experiência única que lhes vamos proporcionar.”