Benavides agarra a liderança em véspera de dia de descanso

Benavides agarra a liderança em véspera de dia de descanso

Carrocel, Dakar

Benavides agarra a liderança em véspera de dia de descanso

Correu-se hoje a 6ª etapa deste demolidor Dakar 2018 entre Arequipa e La Paz. O ambiente circundante e as características gerais da prova têm, a partir de agora, um cenário completamente distinto do vivido nas 5 primeiras etapas.

Para hoje, a ementa era composta por uma especial de 313 Km e 447 de ligações, no entanto a especial viria a ser encurtada para 193 quilómetros.

Cada dia de competição traz consigo acontecimentos inesperados nas motos, e não só, e Adrien Van Beveren vinha a segurar a liderança a duras penas. O francês dispunha de uma vantagem de apenas um minuto sobre os seus adversários e teria que se aplicar a fundo para defender com unhas e dentes o seu reinado provisório.

Mas quem vai descansar claramente satisfeito é também o francês Antoine Meo (KTM) depois de arrecadar a vitória na sexta etapa do Dakar 2018. O argentino da Honda superou Van Beveren na classificação geral e deixa Barreda a mais de 9 minutos.

É uma constante no Dakar: ganhar uma etapa implica perdas importantes na jornada seguente por abrir a pista. A Barreda, que foi hoje décimo primeiro, tocou-lhe desta vez pagar três minutos e meio ao vencedor da etapa, o francês Meo (KTM). Na segunda posição, a apenas 30s da vitória, ficou Toby Price, piloto que desde o meio da etapa vinha a comandar as operações. No entanto o australiano, que teve até ao momento o melhor desempenho neste Dakar, não resistiu ao ataque do colega de equipa num dia onde a KTM fez a dobradinha e venceu a terceira etapa das seis já realizadas. Mas quem se saiu melhor da especial rumo a La Paz foi Kevin Benavides: o argentino da Honda conseguiu a liderança com mais de nove minutos sobre o piloto espanhol, dando assim mostra da sua candidatura à vitória da prova. Com 29 anos e natural de Salta, estará a “jogar em casa” na última semana.

Pablo Quintanilla tentou esquecer o pesadelo vivido ontem e também hoje, e acabaria por se ficar pela sexta posição tendo, ainda assim, ganho tempo a alguns adversários.

Matthias Walkner e Xavier de Soultrait ocuparam as oitava e nona posições, respectivamente. Soultrait ainda deu um ar da sua graça e liderou a primeira fase da etapa, mas depois cairia na classificação. De referir que esta foi uma etapa onde os 10 primeiros ficaram separados por menos de 3m30s.

Pela manhã foi cancelado o primeiro troço cronometrado por conta do intenso nevoeiro pelo que apenas se disputaram 193 quilómetros. Mas duros e diferentes! Já em altitude, com frio e sob umas condições meteorologicas instaveis. Foram muitos os que chegaram à capital da Bolívia encharcados até aos ossos. Esta sexta-feira é dia de um merecido descanso antes da exigente etapa maratona rumo a Uyuni e Tupiza.

CLASSIFICAÇÃO DA 6ª ETAPA:
1. A. Meo (Fra/KTM) 1h 54:10
2. T. Price (Aus/KTM) a 30
3. K. Benavides (Arg/Honda) 30
4. D. Martín (Arg/Honda) 1:13
5. D. Oliveras (KTM) 1:55
6. P. Quintanilla (Chi/KTM) 2:00
7. D. Nosiglia (Bol/KTM) 2:13
8. M. Walkner (Aut/KTM) 3:06
9. X. de Soultrait (Fra/Yamaha) 3:12
10. A. Van Beveren (Fra/Yamaha) 3:27
11. J. Barreda (Honda) 3:30
13. J. Pedrero (Sherco) 3:51
14. G. Farrés (KTM) 4:14
16 J. Barragán (Rally Réplica) 4:48
17. A. Monleón (KTM) 4:34
18. L. Sanz (KTM) 4:55
22. M. Sola (KTM) 7:33
23. O. Mena (Hero) 7:51

CLASSIFICAÇÃO GERAL:
1. K. Benavides (Arg/Honda) 16h 33:20
2. A. Van Beveren (Fra/Yamaha) a 1:57
3. M. Walkner (Aut/KTM) 2:50
4. X. de Soultrait (Fra/Yamaha) 9:24
5. J. Barreda (Honda) 9:33
6. T. Price (Aus/KTM) 9:39
7. A. Meo (Fra/KTM) 10:42
8. P. Quintanilla (Chi/KTM) 16:42
9. G. Farrés (KTM) 18:08
15. J. Pedrero (Sherco) 52:26
16. L. Sanz (KTM) 1h 01:15
19 D. Oliveras (KTM) 1h 06:05
20. J. Barragán (Rally Réplica) 1h 09:45
21. O. Mena (Hero) 1h 14:00
25. A. Monleón (KTM) 1h 30:23
26. M. Sola (KTM) 2h 24:04

Photo: Frederic Le Floc’h/DPPI