Basaúla fez história em Vieira do Minho

Basaúla fez história em Vieira do Minho

Carrocel, Destaque, Motocross, Noticias

Basaúla fez história em Vieira do Minho

Naquela que foi a quarta recepção ao campeonato nacional de motocross o traçado de Vieira do Minho assistiu no dia de domingo a um momento histórico do motocross português quando Hugo Basaúla se tornou no quarto piloto a vencer três títulos Elite consecutivos. Campeão em 2015 e 2016 na categoria maior do motocross português Basaúla  voltou a renovar o ceptro e juntou-se a Paulo Gonçalves, Hugo Santos e Luis Correia, o trio que já tinha alcançado um feito que ninguém conseguia desde 2011.

 

Correia, Basaúla e Peixe

Em dia quente e com muito público a assistir ao derradeiro confronto do ano a prova foi não apenas decisiva na Elite e MX1 mas igualmente em MX2 pois Diogo Graça e Pedro Carvalho chegaram ao Off Road Park separados por apenas seis pontos, cabendo a Basaúla a diferença mínima na Elite pois apenas 1 pontos separava os dois rivais.

Decidido a assinar o seu terceiro título Hugo Basaúla apenas não liderou a primeira das 21 voltas aos 1.700 metros da pista minhota e segurou o comando até ao final da emotiva corrida Elite – com 29 pilotos em pista – batendo Luis Correia por sete segundos e meio e sagrar-se campeão nacional Elite com dois pontos de vantagem sobre o rival.

Sandro Peixe foi o terceiro classificado para fechar a época em idêntica posição, terminando a corrida a mais de um minuto do vencedor mas na mesma volta deste, pois logo atrás Diogo Graça, o melhor em MX2, já ficou a 1 volta o mesmo se passando com Pedro Carvalho, o quinto na derradeira corrida Elite do ano.

Mas se Hugo Basaúla foi quem deixou Vieira do Minho com o título mais apetecido, Luis Correia fechou este seu ano de regresso ao MX com o ceptro em MX1 depois de um terceiro e um segundo lugares neste fecho de época, sendo que na primeira corrida foi Sandro Peixe quem assinou a sua única vitória em Mx1 da época. Basaúla venceu a derradeira corrida e fechou o campeonato em segundo a 14 pontos de Correia, o novo campeão nacional MX1.

Em MX2 foi Diogo Graça quem renovou o primeiro lugar depois de vencer ambas as mangas na frente de Pedro Carvalho, um digno adversário que terminou o campeonato com 12 pontos de diferença para Graça. Vitórias igualmente para Renato Silva nas 2 Tempos depois de apenas não ter ganho uma das corridas e Bruno Charrua nos Júniores numa classificação onde bateu André Sérgio por apenas seis pontos.

Em pista estiveram igualmente os pilotos Iniciados que sem a presença de Luis Outeiro ficaram com caminho livre para discutir a primeira posição. Frederico Rocha venceu a primeira corrida mas na segunda foi Pedro Rino o vencedor, subindo desta forma ao degrau mais alto do pódio de um campeonato que ainda não terminou. Nos Infantis B venceuM Martim Espinho na frente de Sandro Lobo e Igor Amorim, eles que têm ainda mais uma prova par cumprir antes do fecho da época.

Terminado o principal campeonato do motocross nacional foram assim também conhecidos os primeiros campeões FMP 2017: Hugo Basaúla, Luis Correia, Diogo Graça, Renato Silva e Bruno Charrua. A próxima fase da época desportiva será o Nacional de Supercross.

Resultados

Infantis B
Campeonato Infantis B
Iniciados
Campeonato Iniciados
MX2 Júnior
Campeonato MX2 Júnior
MX2 2 Tempos
Campeonato MX2 2 Tempos
MX2
MX2 Campeonato
MX1
MX1 Campeonato
Elite
Elite Campeonato